Pessoas fazer protestos em Call Center em São Paulo por causa do álcool em Gel

0
449

Com cânticos como esses, funcionários da Almaviva do Brasil, um dos principais call centers do país, com 37 mil empregados, cruzaram os braços e paralisaram suas atividades por receios em relação ao novo coronavírus.

Eles chegaram a ocupar uma das faixas da rua da Consolação, na região central da capital. A empresa, dizem os funcionários, não está tomando as medidas de higienização adequadas, nem fornece insumos básicos para a limpeza.

No Brasil, são 647 casos contabilizados pelo governo e 7 mortes — todas no estado de São Paulo, segundo o ministério da Saúde. Mas os números oficiais são subestimados e projeções apontam que os dados reais podem ser até 30 vezes o informado.

Fonte: Uol

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.