Homem tem braço amputado depois de pegar uma bactéria após comer peixe cru

0
921

Após comer peixe cru em um restaurante sul-coreano, um homem de 71 anos sofreu reações alérgicas graves, que o fizeram ter de amputar mão e antebraço.

De acordo com o Daily Mail , horas depois de consumir a refeição, o idoso sentiu inchaço nos membros superiores e ainda notou o surgimento de bolhas e hematomas.

Informações do New England Journal of Medicine apontaram que os sintomas sentidos pelo idoso resultaram de uma infecção causada pelo consumo de peixe cru . Os médicos relataram que, inicialmente, drenaram as bolhas e removeram o tecido infectado, liberando o homem para realizar um tratamento à base de antibióticos em casa.

Depois de algumas semanas, porém, o paciente retornou ao hospital localizado em Jeon, Coreia do Sul, com fortes dores e febre, além de apresentar nova bolha mau cheirosa na mão com o tamanho de uma bola de golfe.

A equipe médica afirmou que a infecção foi potencializada por uma bactéria conhecida como Vibrio vulnificus  (ou vibrião), e que, devido ao apodrecimento das áreas afetadas, realizaram um procedimento cirúrgico para a amputação de todo o membro atingido.

Na análise de caso publicada no jornal de medicina, o paciente contou que, 12 horas após consumir peixe, sentiu fortes dores nos braços e febre, porém, decidiu permanecer em sua casa, só procurando por ajuda médica após sua mão inchar e ficar coberta por pequenos hematomas. Ele contou que as lesões ficaram ainda mais intensas e se espalharam por todo o braço esquerdo.

Os responsáveis pelo tratamento do idoso expuseram que, além de ser diagnosticado com vibriose , ele também sofria de hipertensão arterial, doenças renais e diabetes tipo 2, o que possivelmente antecipou o quadro de necrose.

“As pessoas com diabetes correm um risco particular de complicações com úlceras cutâneas, porque a condição restringe o fluxo de sangue e nutrientes para a pele, de modo que leva mais tempo para cicatrizar. Em muitas situações, nenhum tratamento se mostra eficaz o suficiente para curar os ferimentos”, destacou a publicação.

Os médicos ressaltaram que a vibriose pode atingir 80 mil pessoas por ano, o equivalente a um caso a cada quatro mil. Eles alegaram que a bactéria do  peixe cru , ostras e mariscos é facilmente combatida, porém, pode haver complicações causadas por um sistema imunológico fraco, como o do sul-coreano. O paciente se recuperou bem da cirurgia e pode voltar para a casa.

Fonte: Saúde.ig

VIASaúde.ig
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.