Animais vivos vendidos como chaveiro na China vira moda e revolta a internet

0
968

Os chaveiros com animais vivos ainda estão à venda nas ruas de China apesar de diversas petições para que essa prática terrível seja considerada ilegal.

Em uma viagem a Xiamen, a reportagem descobriu um vendedor de beira da estrada ao longo do mercado de Zeng Cuo’an que vendia “chaveiros de animais domésticos” por um preço que variava entre 15 yuan e 20 yuan.

Bebês tartarugas, peixes e salamandras são aprisionados dentro de bolsas de plástico repletas de água oxigenada que tingidas com cores fluorescentes brilhantes. Dentro de cada bolsa de plástico há um pouco de alimento para o animal.

Os animais podem se mover no espaço confinado, mas não têm espaço para se virar. Uma corda anexada às bolsas de plástico permite que as pessoas as usem para colocar chaves, sacos ou telefones celulares.

O professor de Ecohidrologia Sam Walton alerta que a falta do oxigênio e de alimento matarão os animais.

“Pode haver bastante oxigênio e comida no invólucro de plástico, mas os dejetos da digestão e da respiração são tóxicos e irão matá-los. Eles essencialmente serão envenenados com amônia”, diz Walton, um antigo professor de pesquisa na Universiti Malásia Terengganu.

“Os animais aquáticos são muito sensíveis às flutuações de temperatura, por isso, ficar em um saco é como ser mantido em uma estufa. O choque térmico e o choque físico de ser sacudido provavelmente matarão os animais antes de qualquer outra coisa”, acrescenta.

Os chaveiros são vendidos como lembranças e atraem a atenção das pessoas que passam pelo local. Walton esclarece que isso é uma  crueldade e que os animais são retirados de seu ambiente para morrer, sem outra razão senão satisfazer a vaidade de consumidores desinformados: “É abominável transformar uma criatura viva em um acessório da moda e lucrar com sua morte sem sentido”, afirma.

As imagens dos chaveiros se tornaram virais em 2011 e despertaram a fúria de atividades pelos direitos animais que condenaram a prática. Foram realizadas várias petições online pedindo que o governo chinês proibisse a venda dos chaveiros de animais vivos.

De acordo com uma reportagem do South China Morning Post de 2016, o projeto para a primeira lei abrangente de proteção animal na região foi introduzido em setembro de 2009, mas nenhum progresso foi feito desde então.

No entanto, a luta por outras espécies está em ascensão na China com a criação de centenas de grupos de resgate de animais, segundo o The Star.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.