Pensaram que ela estava mergulhando no Mar Vermelho para nadar. Então um bebê apareceu no meio das ondas

0
306

Uma mãe russa e um pai sérvio, decidiram que teriam sua filha no Mar Vermelho no Egito. E guardariam o cordão umbilical e a placenta por causa dos supostos benefícios para a saúde.

E os espectadores da cidade turística de Dahab, acabaram captando o momento em que o pai carregava sua filha da água acompanhada por um médico russo que estava ajudando com seus cuidados. A maneira tradicional de dar à luz, no hospital, com anestesia e cercada por médicos, ainda predomina.

Contudo, mais e mais mulheres estão escolhendo outras maneiras de trazerem seus filhos ao mundo.

E entre esses métodos, o que se tornou mais populares é o nascimento na água. Nele, as mulheres se submergem em uma piscina ou banheira para ter seus filhos de uma maneira muito natural.

Hadia Hosny El Said estava na varanda do apartamento em Dahab, quando de repente começou a notar uma situação particular que estava acontecendo no mar.

Dois homens saíram do mar, um com um recipiente, e o outro com um bebê nos braços. O que é isso?

E a mãe?

Momentos depois, a mãe também deixou o mar como se nada tivesse acontecido. Após o nascimento, a placenta foi colocada em um recipiente antes que o bebê fosse retirado da água com o cordão umbilical ainda preso.

Outra criança estava esperando na praia os pais, com a mãe se juntando pouco depois em um emocionante momento familiar.

Hadia disse que o homem mais velho que leva seu bebê é um médico especializado em nascimentos na água, então provavelmente o parto foi organizado com antecedência.

A identidade da mãe e a condição da criança não foram reveladas, embora ambas pareciam felizes e saudáveis ​​após o nascimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.